5 passos para construir o seu centro de comando

Agora que sabe o que é e os seus benefícios está na hora de meter a mão na massa e construir o seu Centro de Comando. Para dar uma ajuda, aqui deixo 5 simples passos para a orientar:

  1. Comece por escolher o sítio onde quer colocar – Qualquer cantinho de sua casa pode servir para montar o seu Centro de Comando, mas o ideal é ser um local central de casa, de fácil acesso e visibilidade para quem o vai usar. Os sítios mais comuns para colocar um Centro de Comando são o hall de entrada, um corredor ou uma divisão partilhada por todos, como por exemplo a cozinha. Só precisa de um espaço numa parede para começar. Pense qual seria, neste momento, o local ideia para colocar o seu. Se não tem a certeza ou tem dúvidas entre dois lugares, consulte a sua família e em conjunto tomem uma decisão.

  2. Escolha o que colocar no seu Centro de Comando – Como já tive oportunidade de referir, não existem dois Centros iguais porque cada um é adaptado às necessidades e rotinas de cada família. Por isso, de forma a montar o seu, pense quais são as rotinas da sua família e perceba quais as ferramentas que fazem sentido para vocês.

    Junte a sua família, pegue num papel e façam uma lista ou um desenho do que poderia ser o vosso Centro de Comando. Gosto especialmente de juntar a família neste processo, porque ao fim e ao cabo, o Centro será para ser usado por todos e todos têm de sentir alguma utilidade nele.

    Para dar uma ajuda, aqui está uma lista de algumas das ferramentas que pode colocar:

    – Calendário mensal ou anual – gosto especialmente dos magnéticos onde pode escrever com uma caneta e depois apagar no final de cada mês. O único se não, é não guardar o histórico.
    – Cestos, caixas ou clips para colocar papelada
    – Lista de compras – gosto dos blocos com várias folhas, onde pode ir apontando durante a semana e depois arrancar a folha antes de ir para o supermercado.
    Plano de refeições (semanais ou mensais) – também gosto de usar um bloco neste ponto.
    – Tarefas familiares – pode usar o calendário de que falei no início ou ter um segundo com uma tabela de tarefas e responsáveis
    – Quadro de notas/mensagens – sempre importante para tomar nota de algo ou deixar recados a outra pessoa
    – Canetas e marcadores – facilite o processo de utilização, deixando sempre uma caneta disponível
    – Porta-chaves – no caso de usar o espaço para colocar as chaves de casa ou do carro
    – Um apontamento decorativo (opcional) – pode colocar um quadro, uma foto da família, uma frase, qualquer coisa para personalizar o espaço.


  3. Compre os materiais  – Uma vez que já encontrou o sítio e decidiu os conteúdos do seu Centro de Comando, está na hora de comprar os objetos, caso não os tenha já em casa. No final desta aula vai encontrar algumas sugestões de lojas e produtos para o seu Centro de Comando.

  4. Monte o seu Centro de Comando – Agora que já tem tudo, está na hora de juntar as peças do puzzle. Pode primeiro simular como vai ficar, fazer os ajustes e depois montar!

  5. Comece a utilizar, veja os resultados e faça os ajustes necessários – Um ponto importante para o sucesso de qualquer método de organização é que seja revisto continuamente. Eu sugiro que faça essa revisão 2 vezes por ano: no início do ano, em Janeiro e depois novamente em Setembro, pós-férias/início de aulas. Sugiro estes dois momentos porque por norma são alturas de mudança ou reavaliação de rotinas e pode ser útil aproveitar este momento para rever o que funciona e o que não funciona no seu Centro de Comando e fazer os devidos ajustes. Lembre-se que é natural sentir uma necessidade de mudar e que o Centro que construir hoje, não é necessariamente o que vai utilizar daqui a 5 anos. As rotinas familiares mudam e o seu Centro de Comando deve acompanhar essas mudanças. Aponte já na sua agenda para não se esquecer.

Espreite algumas inspirações neste artigo do meu Blog onde partilho 20 Centros de Comandos que pode usar para visualmente perceber como pode montar o seu.