5 dicas para sobreviver a uma mudança de casa

  1. Faça um plano para a sua mudança – trabalhe ao contrário, marque o dia da mudança e crie um plano de tarefas que tem de realizar até ao dia D. Faça lista de tarefas, estabeleça prazos e crie um calendário. Fazer o exercício de colocar isto em papel vai permitir que tenha a visibilidade de todas as tarefas que tem de realizar e vai ajudar a que organize o seu tempo da melhor forma. Assim não deixa tudo para o fim. Programe também o dia da sua mudança, para que tudo corra sem sobressaltos. Use a ficha que disponibilizo no final deste artigo.

  2. Destralhe antes da mudança – Comece o mais cedo possível a tomar decisões em relação ao que vai levar para a casa nova. Faça a escolha do que quer levar, o que vai doar, deitar fora e o que vai vender. Se não sabe o que fazer com as suas coisas, pode sempre doar a uma Instituição da sua zona de residência. Use as redes sociais e plataformas como o OLX e o Facebook Market para vender ou doar as suas coisas. Existem vários benefícios de fazer um “destralhe” antes de se mudar:
    1. Poupar dinheiro – menos objetos, menos dinheiro que terá de pagar à empresa de mudanças.
    2. Mais rápido e fácil – menos coisas para desempacotar e arrumar na casa nova, o que vai tornar tudo mais rápido e fácil a tarefa.

  3. Não espere até à última hora para começar a encaixotar – comece com pelo menos um mês de antecedência a encaixotar tudo. Se tiver a sorte de saber com mais antecedência, comece a encaixotar as coisas que sabe de antemão não irá precisar, por exemplo, pode começar pela arrecadação e/ou garagem. Use a checklist que disponibilizo no final deste documento para planear e controlar o que precisa de ser encaixotado.

  4. Organize todos os caixotes – o sucesso de um pós-mudança, está na forma como os objetos são acondicionados e organizados antes da mudança.
    1. À medida que for encaixotando os objetos, escreva na caixa a divisão a que pertence e o conteúdo de cada uma. Tente usar a referência da divisão de destino para onde a caixa deverá ir na nova casa.
    2. Escreva na parte de cima da caixa e nas laterais, para poder ter visibilidade do que está escrito, mesmo que as caixas estejam empilhadas.
    3. Pode também usar autocolantes coloridos para agrupar as caixas da mesma divisão. E coloque ou escreva na caixa FRÁGIL ou PESADA, para informar a empresa de mudança ou quem pegue na caixa para ter cuidado.
    4. Numere as caixas para fazer um inventário e controlar tudo à “chegada” e mais facilmente encontrar as coisas. Use uma lista como a que disponibilizo no final deste artigo para ajudar.
    5. Tire fotos aos objetos mais valiosos.

  5. Prepare um kit de sobrevivência para a nova casa: nos primeiros dias pode ser difícil encontrar tudo o que precisa, por isso, um conselho arrumadinha é que prepare um kit de sobrevivência para os primeiros dias, com alguns objetos que podem ser úteis: papel higiénico, sabonete, champô, toalhas, artigos de higiene pessoal (pasta, escova, etc), pijama, lençóis, muda de roupa, kit de primeiros socorros, medicamentos. Carregador de telemóvel, panos e produtos de limpeza, tesouras, lanterna, papel, caneta/lápis, marcador grosso, sacos do lixo, luvas de borracha. Garrafas de água, snacks, toalhas de papel, pratos/talheres/copos descartáveis.

Se mesmo assim, sente-se perdida e a precisar de ajuda, pode contratar uma empresa de mudanças que lhe trate de tudo ou uma organizadora profissional. Apesar de não ser a minha especialidade, conheço Colegas de profissão que são especialistas em mudanças e que podem tornar esta tarefa muito mais fácil para si. Fale comigo!