4 Passos para fazer um orçamento familiar

Passo 1 – Liste as sus Receitas

Liste todas as entradas de dinheiro mensalmente. Desta forma fica já com uma ideia do que valor que tem disponível mensalmente. Caso ache necessário, pode ainda separar essa entrada de dinheiro em fixa (salários, rendas, etc) e variáveis (bónus, juros ganhos…).

Este registo deve ser feito todos os meses. Use um caderno, um bloco ou um excel. Existem também alguma apps que ajudam a construir e gerir orçamentos.


Passo 2 – Liste as suas Despesas

Da mesma forma como listou o que entra, deve listar todas as despesas que tem mensais. O ideal é começar a criar categorias e colocar as despesas no seu interior. Alguns exemplos são:

  • Habitação: crédito habitação ou renda, seguros, luz, água, gás, TV e internet, manutenção da casa e IMI;
  • Alimentação: despesas no supermercado e com as refeições fora de casa;
  • Transportes: seguro automóvel, gasolina, crédito automóvel, passes, estacionamento, imposto automóvel, revisões e portagens.
  • Educação: manuais, material escolar, fotocópias, propinas e visitas de estudo;
  • Saúde: consultas, farmácia, análises, exames e seguro de saúde;
  • Vestuário: roupa, calçado, lavagens a seco e arranjos;
  • Lazer: férias, desporto, livros, cinema, teatro, música;
  • Despesas pessoais: cabeleireiro, telemóvel, seguro de vida.

No caso das Despesas, é mesmo recomendável fazer a distinção entre as Despesas Fixas (que tem de pagar todos os meses) e as Variáveis (que não têm um valor fixo), pois só assim vai conseguir perceber que percentagem das suas receitas é utilizada para cobrir as despesas obrigatórias.


Passo 3 – Faça as contas e tome decisões

Agora que já sabe o que entra e o que sai mensalmente da sua conta, já pode ter uma ideia mais clara da sua situação financeira. O seu saldo é positivo ou negativo?

Provavelmente tenha de fazer este exercício durante uns 2 a 3 meses para ter uma ideia mais exata dos seus gastos.

No entanto, este exercício para mim é fundamental, porque muitas vezes só tomando nota e vendo os números é que nos apercebemos de quanto dinheiro é que gastamos em cada rubrica e percebemos finalmente o porque do nosso estado financeiro.

É neste passo que deve aproveitar para tomar algumas decisões como por exemplo, cortar em algumas rubricas se o seu saldo for negativo e definir a % das receitas que vai separar por mês para efeitos de poupança se o seu saldo for positivo.

Exemplos de despesas que pode “cortar” (mas tudo depende das suas prioridades):

  • Comer fora
  • Tratamentos de beleza ou ginásio
  • Compras de itens não essências no dia-a-dia: como roupa, maquilhagem, gadgets, etc.

Das pesquisas que fiz, o ideal é conseguir poupar 30% do rendimento do agregado familiar mensal. 


Passo 4 – Análise mensal e correções de desvios

Mensalmente deverá olhar para o seus saldo final do mês e analisar cada rubrica para perceber como correu. Se o seu saldo era negativo, perceber se conseguiu equilibrar algo, se o saldo continua positivo, perceber se é possível poupar mais um pouco esse mês.

Use esta Ficha de Despesas Mensais para ajudar:

Agora que já sabe como fazer um orçamento familiar, e por que razão é essencial, está na hora de colocar em prática os nossos conselhos e garantir um controlo financeiro rigoroso e saudável.