Bloqueie e agora?

Ao longo dos últimos dias fui conhecendo as vossas dificuldades e desafios na hora de fazerem escolhas. Muitas de vocês confessaram ter um apego a diversos objetos em casa, o que tem dificultado o destralhe.

Mas mais do que isso, temos que assumir que o ato de Destralhar, de fazer escolhas, pode ser uma tarefa difícil para algumas pessoas. E está tudo bem. Por isso hoje quero dar algumas ferramentas para que possam ultrapassar esses bloqueios.

Porque bloqueamos?

O bloqueio no momento de destralhar pode acontecer por vários motivos. O importante é identificar esses bloqueios e encontrar maneiras de os ultrapassar, para que possa finalmente libertar-se do excesso de objetos e desfrutar de uma casa mais organizada e livre de tralha.

Estas são algumas das razões mais comuns das pessoas bloquearem:

  • Medo: muitas pessoas têm medo de se desfazer de objetos porque têm medo de precisar deles mais tarde.
  • Culpa: por exemplo, quando compramos algo muito caro e sentimos culpa de nos desfazer dessa coisa pelo dinheiro gasto.
  • Sentimentalismo/Apego: objetos de valor sentimental podem ser difíceis de destralhar, por causa da forte conexão emocional que as pessoas têm com eles. Por outro lado, alguns objetos podem representar algo do nosso passado e por isso é tão difícil nos desfazermos deles.
  • Preocupação com o desperdício: algumas pessoas sentem que deitar fora objetos em bom estado é um desperdício.
  • Sobrecarga de decisões: a tarefa de destralhar pode ser esmagadora para algumas pessoas, especialmente quando existe uma triagem muito grande de objetos.
  • Falta de tempo: a tarefa de destralhar pode parecer uma tarefa árdua que requer muito tempo e energia. A falta de tempo é por vezes a culpada de muitos bloqueios, não só em destralhar, mas em muitas outras áreas da nossa vida.

Qual destas razões é a sua?! Pode ter mais do que uma dependendo do objeto que está a destralhar.

Como desbloquear?

Agora que já percebeu que pode bloquear por diversas razões, vamos falar de como pode ultrapassar esses bloqueios e continuar o processo de destralhe:

  1. Faça perguntas: fazer as perguntas que partilhei consigo ontem, vai ajudar a desbloquear.
  2. Separe os objetos que estão a bloquear o processo: se sente que está a perder demasiado tempo a tomar uma decisão sobre um objeto, coloque-o numa pilha em separado para voltar a ele mais tarde.
  3. Defina um prazo para concluir a tarefa: esta opção pode ser especialmente útil para quem diz ter pouco tempo. Se reservar um tempo para começar a tarefa, mesmo que não fique terminada, já vai ser bom para dar início à mesma.
  4. Comece devagar: se está a se sentir-se bloqueada, tente começar devagar. Dedique alguns minutos por dia ou por semana para destralhar, em vez de tentar fazer tudo de uma vez. Isso ajudará a evitar a sobrecarga e a reduzir a ansiedade. Neste Desafio, a ideia é fazer pequenas tarefas de cada vez, para ir ganhando confiança. Mas se mais tarde decidir continuar esta jornada sozinha, comece devagar. Leia o ponto seguinte.
  5. Divida em etapas: esta solução é especialmente importante no caso de ter muitos objetos para destralhar e mutas decisões a fazer. Divida o processo de destralhe em etapas menores e fáceis de gerir. Por exemplo, comece por uma gaveta depois vá para um armário, e assim por diante. Isso ajudará a evitar que se sinta sobrecarregada e a manter o foco. Isto pode ser utilizado em qualquer projeto grande que queira fazer. Dividir para conquistar!
  6. Peça ajuda: por vezes pode ser útil pedir a um amigo ou familiar para ajudar a destralhar. Eles podem oferecer uma perspetiva diferente e ajudar a tomar decisões difíceis. Algumas Arrumadinhas do desafio podem envolver os filhos e maridos, se acham que podem contribuir para a tarefa. Fazer esta tarefa em família ajuda a partilhar a responsabilidade das decisões e envolve todos no processo.
  7. Faça uma pausa: se está a sentir que não está a fazer progressos, pare o que está a fazer e faça outra coisa. Por vezes é necessário fazer uma pausa para voltar com energias renovadas.
  8. Pense que pode ajudar ou fazer alguém feliz: esta opção é especialmente importante para quem tem receio de tomar uma decisão por culpa ou mesmo por ter pena de se livrar do objeto. Nunca se esqueça que pode dar uma segunda vida a algo e dar a oportunidade de outra pessoa dar uso a um objeto.
  9. Fique atenta às suas emoções: muitas vezes, as nossas emoções podem estar ligadas aos objetos que possuímos. Se está a ter dificuldade em se desfazer de algo, tente identificar o motivo por detrás disso; e lembre-se de que objetos materiais não definem quem somos.
  10. Não se esqueça do objetivo final: isto vai ajudar a manter-se motivada assim como tornar mais fácil para si decidir o que vale a pena manter. Se o objetivo é libertar espaço, lembre-se que não poderá chegar a esse objetivo se não fizer escolhas e eliminar objetos.

Se seguir estas dicas vai certamente conseguir ultrapassar bloqueios e continuar o processo de destralhe, de forma a fazer da sua casa um espaço mais confortável e agradável.

Se mesmo assim, sente que não consegue avançar no processo partilhe essa dificuldade no Grupo ou comigo. Estamos aqui para ajudar!

#dicaarrumadinha: uma técnica que pode utilizar para aqueles objetos que diz “poder precisar mais tarde” é colocar tudo dentro de uma caixa, fechar e guardar essa caixa numa arrecadação ou garagem ou num sítio onde não se vai lembrar dela. Se depois de um tempo (3 ou 6 meses) não precisar de nenhum dos objetos dessa caixa, está claro que pode destralhar os objetos. Coloque uma nota na sua agenda ou um alerta no seu telemóvel como lembrete.